Priapismo

O priapismo caracteriza-se pela ereção prolongada por mais de 6 horas. É considerada uma emergência médica. Seu diagnóstico e manejo inicial devem ser reconhecidos por todos os médicos, não apenas pelo urologista.


Classificação do Priapismo:


Priapismo de baixo débito: dá-se em conseqüência do aprisionamento prolongado do sangue venoso no corpo cavernoso. Tem como sua principal causa o uso de drogas vasoativas injetáveis (papaverina). Outro fator muito importante é a anemia falciforme, com manifestação de priapismo principalmente em crianças (64% dos casos). Como o sangue aprisionado é venoso, ocorre diminuição e, após, ausência de fluxo arterial no corpo cavernoso. A ereção torna-se dolorida e a isquemia após algumas horas é inevitável.


Priapismo de alto débito: Ocorre devido à fístula arterial (artéria cavernosa). Geralmente se sucede após um trauma perineal, com ereção prolongada e indolor. Como o acúmulo de sangue no corpo cavernoso é arterial, não ocorre isquemia. A história clínica do paciente geralmente permite distinguir os dois diferentes tipos de priapismo.

 

Tratamento:

Priapismo de baixo débito: Deve-se proceder à drenagem do corpo cavernoso de imediato. Geralmente usa-se um Butterfly calibroso (n 19) e punciona-se diretamente o corpo cavernoso do pênis. Apenas essa manobra dará resolução na maior parte dos casos. Como manobra auxiliar, pode-se injetar drogas adrenérgicas na base do pênis. Se a ereção persistir mesmo após a realização dessas manobras, então é necessária a intervenção cirúrgica de urgência através de shunts caverno-esponjosos.

Priapismo de alto débito: Pode ser necessária a confirmação com gasometria peniana. Se persistir a dúvida diagnóstica, a ecografia peniana com doppler deve ser realizada. A resolução do priapismo de alto débito pode ocorrer espontaneamente, sendo possível o manejo expectante. O padrão-ouro é a arteriografia, exame diagnóstico e terapêutico através da embolização seletiva da artéria afetada. Se ocorrer falha do método, são necessárias intervenção cirúrgica e ligadura da artéria.

 

Complicações:

O priapismo veno-oclusivo leva à necrose com fibrose dos corpos cavernosos e disfunção erétil, se não manejado a tempo (até 12 a 24 horas). As complicações precoces incluem hipertensão aguda, cefaléia, palpitações, arritmias cardíacas, infecção e injúria uretral por punção com agulha.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Download Formulários

Biópsia por Agulha

Biópsia Prostática

Cirurgia da Curvatura Peniana na Doença de Peyronie

Cistolitotomia

Cistolitotomia Videolaparoscópica

Cistolitotripsia Transcistoscópica

Colocação de Cateter Duplo J Trasureteral

Correção Cirúrgica de Incontinência Urinária

Geral - Operações Cirúrgicas

Implante de Prótese Peniana Maleável

Litotripsia Extracorpórea por Ondas de Choque (LECO)

Nefrectomia Parcial por Calculose

Nefrectomia Radical com ou sem Linfadenectomia Retroperitonial

Nefrectomia Videolaparoscópica

Nefrectomia Videolaparoscópica do Rim Doador do Transplante Renal

Nefrolitotomia Anatrófica por Calculose Renal

Nefrolitotomia Simples por Calculose Renal

Nefrolitotripsia Associada à Endopielotomia Percutânea

Nefrolitotripsia Percutânea

Nefrolitotripsia Transureteroscópica

Nefrolitotripsia Transureteroscópica com Endopielotomia

Nefropaxia Videolaparoscópica

Nefrostomia Percutânea

Orquidopexia

Orquiectomia Bilateral

Orquiectomia Unilateral por via Inguinal

Pielolitotomia (Calculose Renal)

Pieoloplastia Videolaparoscópica

Postectomia

Prostatectomia para H.P.B. Transvesical ou Retropúbica

Prostatectomia Radical Retropúbica com Linfadenectomia

Prostatectomia Radical Videolaparoscópica

Ressecção Transuretral da Próstata

Ressecção Transuretral de Tumor Vesical

Tratamento Cirúrgico da Hidrocele

Tratamento Cirúrgico da Varicocele

Tratamento Cirúrgico Videolaparoscópico de Cisto Renal

Tratamento Endoscópico da Ureterocele

Ureterolitotomia

Ureterolitotripsia Transureteroscópica

Uretrotomia interna

Ureterolitotomia Videolaparoscópica

Nefroureterectomia Videolaparoscópica

Uretroplastia

Vasectomia

Correção cirúrgica de tortuosidade peniana congênita

Open chat
1
💬 Alguma dúvida?
Olá 👋🏻 Podemos te ajudar?